Veja Como Estruturar um Balanço Patrimonial na Sua Empresa

balanço patrimonial

Hoje vamos falar mais sobre contabilidade estratégica, lembrando que ela sempre está intimamente ligada à gestão de empresas. Neste post, vamos focar em uma das demonstrações básicas para a gestão e planejamento de uma empresa, o Balanço Financeiro.

Já falamos sobre DFC, DRE e muito mais. Se quiser ler nosso post sobre demonstrações, clique aqui!

Muitas pessoas ainda têm dúvidas de como realizar o Balanço Financeiro de uma empresa e qual a sua utilidade na gestão financeira. Pensando nisso, elaboramos este post para ajudar você a entender tudo sobre ele e principalmente colocar em prática a formulação do seu Balanço Financeiro e sua gestão financeira. Vamos lá?

O que é o balanço financeiro?

balanço financeiro (imagem da internet)
Business people working on a laptop in a meeting

O Balanço Financeiro ou balanço patrimonial é uma ferramenta essencial para realizar um acompanhamento contínuo e eficaz da gestão financeira de uma empresa, garantindo que o negócio possua os recursos necessários para continuar crescendo. Ele é um indicador do patrimônio e das dívidas da empresa, logo, é uma peça chave no planejamento de objetivos da organização como um todo.

Na gestão financeira, o balanço é dividido em três tópicos básicos: ativo, passivo e patrimônio líquido, sendo cada um destes grupos, responsável por um tipo de informação estratégica da empresa.

Como fazer o balanço financeiro de uma empresa?

balança de balanço financeiro

A estrutura do Balanço Financeiro é composta por: ativo, passivo e patrimônio líquido, eles trazem informações essenciais e estratégicas para o negócio. Lembrando que no balanço patrimonial existem a parte circulante (curto prazo) e parte não circulante (longo prazo).

Ativo

Destino do capital da empresa

Muitas pessoas se referem ao balanço como bens e direitos de uma empresa, mas nós gostamos de apresentá-lo como o destino dos recursos da empresa, ou seja, todo valor que entra em uma empresa tem sua origem no passivo, sendo ele um capital dos sócios (patrimônio líquido) ou um capital de  terceiros (Passivo). E estes recursos são aplicados em bens e direitos)

Passivo 

Origem do capital da empresa. O passivo, conforme já citamos acima é uma das origens do capital aplicado em um negócio. Uma empresa pode se financiar através de fornecedores em compras a prazo, através de empréstimos bancários, financiamento ou até mesmo com capital referente a tributos (entre e efetivação das operações e a data de vencimento dos tributos)

Patrimônio líquido

O patrimônio líquido é a diferença entre o total ativo e o total passivo. Neste caso a diferença entre o total de bens e direitos que ela possui em seu nome, e o total de dívidas que possui com terceiros.

É possível ter o patrimônio líquido negativo. Isso acontece quando o seu passivo é maior que o seu ativo; por exemplo, uma empresa que fez muitos investimentos e não aferiu lucros suficientes para arcar com os investimentos.

O ideal é que os ativos e os passivos estejam sempre equilibrados para que a empresa funcione de maneira harmônica e saudável.

Os ativos, os passivos e o patrimônio líquido são de certa forma uma fotografia estática do seu negócio.

Como saber se a empresa é “fechável”?

Já pensou em encerrar as atividades da sua empresa? Será que isso é possível, pensando nas contas a quitar?

Pense e avalie o patrimônio líquido da empresa. Some fornecedores a pagar, passivo trabalhista, passivo tributário, parcelamentos. O total deste montante, mesmo com todo o caixa da empresa (banco, investimentos, e até mesmo com a liquidação de estoques e imobilizado) pode não ser suficiente para pagar as contas. 

O que fazer se chegar neste ponto?!?!?

Caso você identifique uma situação como esta em seu negócio, a estratégia e gestão financeira da empresa devem mudar, e ações focadas em geração de caixa, liquidação de ativos desnecessários, corte de custos entre outras ações direcionadas a melhoria da situação patrimonial da empresa. Mas, lembre-se, ações realizadas de forma “solta” e sem um objetivo estratégico e um plano bem estabelecido,  normalmente não são eficientes. Caso queira saber um pouco mais, dá uma olhada no nosso blog.

Entendeu a importância da contabilidade na gestão de uma empresa? Acredite, é essencial que o contador e empresário volte sempre seu olhar para a contabilidade estratégica aplicada a gestão financeira, baseando-se sempre na metodologia contábil para gerenciar um negócio. 

Não existe metodologia mais eficiente; senão, empresas nas bolsas de valores estariam focadas de outras análises. Mas, todas, sem exceção, apresentam seus números através de DRE, DFC e balanço financeiro.

Gostou de conhecer o Balanço Financeiro? Deixe seu comentário e assine nossa newsletter!

Veja o vídeo no canal explicando na prática o Balanço Financeiro!

Siga-me nas redes sociais: InstagramLinkedinFacebookTwitter

Deixe uma resposta 0 comentários