Como Calcular o Preço de Uma ação? Valuation MGLU3

Recentemente, o crescimento fora do normal das ações da Magazine Luiza, gigante nacional do varejo, tem chamado muita atenção no mercado de investimentos. Muita gente quer investir em MGLU3! Apesar das expectativas otimistas a respeito de sua constante crescente, alguns olhares desconfiados já começam a apontar alguns riscos, de forma a causar certo receio em muitos daqueles interessados em entrar nessa onda.

Pensando nisso, decidimos fazer uma análise, sem fins recomendativos, a respeito dessa ascensão, possíveis perdas e alguns cálculos simples acerca da precificação das ações. Vai ser tranquilo, vem comigo!

Métodos de Valuation

Sendo as expectativas de mercado, para diferentes investidores, subjetivas, é natural que o valuation (apesar de se fundar em métodos matemáticos) para a obtenção de um preço intrínseco de uma ação também seja parcialmente subjetivo.

Existem várias formas de se fazer um valuation das ações de uma empresa e aqui utilizaremos dois deles para a obtenção de resultados e visões diferentes para a análise de um contexto futuro onde seja viável ou não investir em ações da Magazine Luiza.

Análise a partir do Faturamento da Empresa

Utilizaremos, tanto aqui quanto no outro método, o Custo Médio Ponderado de Capital, WACC, como taxa de desconto para os cálculos. Vamos passar rapidamente pelo princípio dos cálculos, mas é importante ressaltar que quanto maior for essa taxa, mais ela aponta para uma diminuição na avaliação e o aumento dos riscos. Como veremos, o risco será definido à uma porcentagem alta, pois precisa corresponder ao enorme crescimento da empresa, fator que aumenta o risco do investimento.

Para a determinação do WACC, utilizaremos as seguintes variáveis:

  • O custo do capital do acionista, dado pela soma do TJLP e da taxa de risco, que optamos aqui por 9%, por representar um risco alto em vista das condições;
  • O custo de capital dos credores, obtido por uma média ponderada das diferentes taxas em diferentes modalidades, nos retornando um valor de 7,25% a.a.;
  • A dívida, avaliada em 848,9 milhões de reais;
  • O patrimônio líquido, avaliado em aproximadamente 7,5 bilhões de reais.

De posse desses valores, obtemos o valor de 13% para nossa taxa de desconto WACC.

Continuando nosso método de valuation, consideraremos o indicador de Fluxo de Caixa Livre para a Firma, FCFF. O FCFF contabiliza o caixa destinado ao pagamento de acionistas, credores e dívidas. As variáveis neste ponto do processo serão:

  • NOPAT = Net Operating Profit After Taxes, indicador que mede a capacidade de uma empresa gerar lucro, encontrado a partir do EBIT;
  • Depreciação;
  • CAPEX, que são os recursos alocados a investimentos e projetos;
  • Variação de Capital de Giro, diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar.

Sua fórmula para o cálculo é bem simples e consiste no seguinte:

FCFF = NOPAT + Depreciação – CAPEX + ΔCG

Após seu cálculo, o dividimos pela diferença entre a taxa de desconto e o crescimento perene (utilizamos um crescimento perene de 10%, que representa um crescimento muito bom, para nos adequarmos melhor à realidade, visto que o crescimento médio da empresa nos últimos 5 anos beira os 36%, ou seja, um valor totalmente insustentável e fora da curva) da empresa, seguido da subtração da dívida líquida e a divisão pelo número de ações da empresa. Pronto! Temos aqui nosso preço justo ações da Magazine Luiza: R$ 14,19.

A partir do Lucro da Empresa

Para o nosso segundo método, usaremos a mesma taxa de desconto e o mesmo crescimento perene utilizado acima. Tendo dito isso, passemos para o método.

Partindo do lucro líquido de 921,8 milhões de reais em 2019 e aplicando, a cada ano, nosso crescimento perene de 10% e taxa de desconto de 13%, eventualmente chegaremos ao lucro acumulado de R$ 80.062.458.126 na perenidade. Dividindo esse valor pelo número de ações chegamos ao preço justo estimado de R$ 49,44, para as ações da Magazine Luiza

A título de comparação, se multiplicarmos o valor atual de uma ação pela quantidade de ações teremos seu valor de mercado (cerca de 140 bilhões de reais). Em seguida, dividindo o valor encontrado pelo lucro anual de 2019, teremos o tempo que a empresa deveria lucrar, considerando as mesmas margens de lucro de tal ano, para atingir seu o valor de mercado calculado (razão preço lucro). Encontramos, no fim das contas, aproximadamente 153 anos para atingir tal resultado!


Faça download da nossa planilha de avaliação de preço de ações e entenda o cálculo realizado para a MGLU3.


Análise de Mercado

Entrando no mercado de capitais em 2011, o preço inicial das ações da magalu era de R$16,00. Hoje, no instante em que escrevemos esse blog, seu valor ultrapassa a marca dos R$87,00! A fim de termos uma rápida análise do mercado de atuação da empresa para adquirirmos um panorama mais geral do setor, é bom que a comparemos com alguns de seus concorrentes, como B2W, e Via Varejo.

Consultando dados referentes às empresas, nos deparamos com a razão preço lucro delas

  • Magazine Luiza apresentando um índice igual a 170.25
  • B2W com um valor de -226.22
  • Via Varejo com -22.98.

Conclusões diretas desses dados são que as empresas B2W e Via Varejo por não serem lucrativas apresentam índices negativos (razão preço x lucro), que de certa forma faz com que a razão de 153 anos da Magalu não pareça tão absurda. Criando um momento no mercado brasileiro que propicia o crescimento exacerbado da Magazine Luiza, que vem tendo bons lucros a anos. Isso provavelmente provoca um volume grande de oferta e procura nas ações da Magalu, que acaba ficando supervalorizada, exigindo que ela cresça bastante para suprir esse aumento do preço de suas ações. Mercado para que cresça ainda há, a própria Via Varejo possui uma receita líquida maior do que a Magazine Luiza, provando que ainda existe uma parcela de consumo que pode ser absorvida de forma a potencializar ainda mais o crescimento da MGLU3.

Visão Geral MGLU3
Visão Geral BTOW3
Visão Geral VVAR3

Saindo um pouco do Brasil para fazer uma comparação em uma ordem de grandeza um pouco diferente, temos a gigante norte americana Amazon, referência no setor. Avaliada em cerca de US$1,58 trilhões, a empresa possui uma razão preço lucro de 162, algo próximo do encontrado para a Magalu.

Visão Geral AMZN

No fim das contas, percebemos que a Magazine Luiza possui um grande potencial de crescimento, porém, suas ações estão supervalorizadas e uma instabilidade surge, ela precisará crescer muito para compensar tamanho aumento no valor de suas ações. Não há como prever o futuro, mas existem formas de se analisar a fim de obter maior segurança na compra e venda de ações. Para você vale a pena investir agora?


Faça download da nossa planilha de avaliação de preço de ações e entenda o cálculo realizado para a MGLU3.

Não deixe de acompanhar nossas outras postagens no Blog.

Siga-me nas redes sociais: InstagramLinkedinFacebookTwitter

Deixe uma resposta 0 comentários