Quais as complexidades de gerir uma empresa familiar?

Imagine uma situação em que João é CEO da empresa X, ele é casado com Clara que é Diretora, eles são pais de Miguel e Marina que trabalham na empresa como administrador e gerente de recursos humanos.

Marina está tirando carteira, e João, pai e CEO da empresa, entende que ela deveria ter um carro coorporativo, assim como Miguel (seu outro filho), visto que eles atuam em cargos estratégicos na empresa. Ele então, tira R$ 85.790,00 do caixa da empresa, vai até concessionária W e paga pelo carro.

Você acha correto fazer isso? Já parou para pensar, se outros diretores ou cargos estratégicos tem veículos ou benefícios similares pagos pela empresa?

Será mesmo que Miguel e Marina tem qualificação para os cargos? Será que todos do núcleo familiar que atuam na empresa tem capacidade técnica para tais cargos? Existe igualdade nas oportunidades dentro da empresa?

Você acha que todos os empresários tratam os cargos de suas empresas como fonte de empregos para familiares? Que eles utilizam do caixa para benéficos e uso pessoal? Ou para uso de interesses familiares?

Por incrível que pareça, isso acontece muito no mundo empresarial. Consultorias empresariais lidam bastante com esse cenário.

E não só isso, há vários conflitos e desafios em trabalhar com empresas familiares.

Leia até o final para descobrir!

empresa familiar

O que é uma empresa familiar?

Podemos conceituar empresa familiar como sendo aquela que o controle societário e os principais cargos da administração são exercidos pelos membros de uma ou mais famílias.

Nesse tipo de empreendimento, há três sistemas separados, família e negócio, e patrimônio, mas que estão conectados. Aí que mora o perigo, quando os empresários colocam a família na frente do negócio, ou quando misturam dinheiro da empresa com dinheiro da família.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) “Estima-se que 90% das empresas brasileiras sejam familiares.”

Segundo estudos, 95% das empresas do agronegócio são familiares, empresas familiares representam cerca de 60% do PIB da América Latina. E dos 300 maiores grupos privados nacionais, 265 são familiares.

Quais as vantagens e pontos fortes das empresas familiares?

  • Comando único e centralizado, nesse tipo de negócio, o comando e as decisões são centralizados, por isso a tomada de decisão costuma ser mais rápida;
  • Estrutura administrativa pequena;
  • Confiança mútua entre membros, por ser membros da mesma família, eles tendem ter mais confiança, do que se fosse um colaborador externo;
  • Desenvolvimento em conjunto;
  • Importantes relações comunitárias e comerciais decorrentes de um nome respeitado no mercado, em comparação com empresas novas;
  • Visão de longo prazo;
  • Tradicionalismo, estar no mercado há anos é bem aceito pelos clientes, passa mais segurança para os clientes;

Quais são as complexidades e desvantagens enfrentadas pelas empresas familiares?

  • Elas têm uma cultura familiar internalizada dentro das empresas;
  • Risco de tomada de decisões tendenciosas a favorecer os membros da família, mesmo que em desfavor da empresa;
  • Dificuldade de manter uma governança imparcial, utilizando da estrutura hierárquica da empresa para empregar familiares de confiança;
  • Os empresários tendem a trazer a vida familiar para a empresa, e acabam misturando a cultura familiar com a cultura da empresa;
  • Falta de transparência sobre a remuneração salarial de membros da família, isso pode causar especulações e conflitos;
  • Desafio de competição dos funcionários qualificados com os “herdeiros”’ da empresa;
  • Desafio em contornar a falta de disciplina de colaboradores familiares, em todos os setores da organização, em relação aos lucros e ao desempenho;
  • Dificuldade de atrair talentos, visto que empresas familiares tem fama de priorizar o crescimento profissional de membros familiares;
  • A empresa familiar foca na família, ela traz os interesses da família na frente dos interesses da empresa;
  • É um desafio para o empreender separar patrimônio, negócios e família;
  • Há a dificuldade de entender que o dinheiro não é do dono e sim da empresa, o que é chamado de confusão patrimonial, quando o empresário mexe no caixa para fazer coisas de família (como no exemplo no início do texto), pode prejudicar os credores, clientes etc.
  • Dificuldades na separação entre o que é intuitivo/emocional e racional, tendendo a agir pelo intuitivo.
  • Desentendimentos por causa do “elo de parentes”.
  • Quando a “cúpula” da empresa é formada pela família, a ascensão dos colaboradores aos cargos de destaque fica restrita.
  • Desafio de acabar com a prevalência do nepotismo, que é a promoção de parentes não por merecimento, mas pelos laços de família.
  • Conflitos pessoais, como em qualquer relacionamento pessoal, os conflitos podem surgir entre parentes dentro da empresa.
  • Perda de eficiência, contratar parentes, pode não ser uma boa opção, pois há perda de eficiência.
  • Falta de regras claras, quando as decisões são centralizadas nos donos, nem sempre os critérios e regras são claras.
  • Segundo o Sebrae, 70% das empresas familiares não sobrevivem a segunda geração, evidenciando a problemática de passar a liderança para os herdeiros.

Por isso, é importante fazer o planejamento sucessório.

Empresa familiar

O que é e como fazer um planejamento sucessório?

“A cada 100 companhias com comando familiar, apenas 30 chegam à segunda geração e somente 5 conseguem alcançar a terceira, de acordo com dados do Instituto Brasileiro e Estatística (IBGE),”

O planejamento sucessório ajuda a família a formalizar os “combinados”, preparando-se antecipadamente para o caso de morte ou separação, ele é importante para a empresa familiar, pois ajuda a dar continuidade para o empreendimento.

Discutir a sucessão na empresa é talvez uma das tarefas mais críticas.

Para entender mais do assunto é importante conhecer os três princípios que norteiam qualquer planejamento sucessório:

  • Patrimônio
  • Empresa
  • Família

Esta segregação e compreensão, permite que os objetivos sejam desenhados de forma distinta, respeitando os interesses tanto da perpetuidade das estruturas envolvidas, quando dos indivíduos de acordo com a sua posição dentro do ecossistema (vide imagem abaixo).

Modelo três círculos

O modelo dos três círculos (Renato Tagiuri e John Davis, Harvard 1978), define esta empresa familiar como três sistemas interdependentes: Família, Negócio e Patrimônio.

Desta forma, é possível evitar a sobreposição de interesses e a contaminação das tomadas de decisões devido as relações.

O Planejamento Sucessório, nas empresas familiares é uma forma de garantir conforto e estabilidade para os herdeiros e entes queridos, reduz o desgaste entre as partes, protege o patrimônio e gera economia financeira.

 

Métodos para gestão de empresas familiares

  1 – Estabeleça regras claras

Deixe as regras claras desde o início, pois qualquer discussão poderá influenciar no sucesso do negócio e na vida familiar.

2 – Faça planejamentos

O planejamento é a base de qualquer negócio, é importante ter um planejamento estratégico, planejamento sucessório e um planejamento de posicionamento de mercado.

E ter bem definidos missão, valores e visão do negócio, já que eles nortearam o dia a dia dos colabores.

3 – Tenha controle financeiro

Esse planejamento é essencial para saber quando cada sócio lucra, pois dentro do ambiente familiar pode acontecer desconfianças.

4 – Evite a concessão de privilégios

A diferenciação de tratamento pode ocasionar prejuízos, o que afeta a produtividade e os resultados da empresa.

5 – Garanta a ocupação correta dos cargos

Alocar pessoas da forma correta dentro das empresas, é crucial, pois se uma pessoa despreparada ocupa um cargo de gestão, há risco de os resultados da empresa serem afetados.

Para saber mais sobre o assunto assista o vídeo completo acima, que eu gravei com o consultor Paulo Canarim, onde conversamos tudo sobre o assunto.

Se você gostou do texto, continue nos acompanhando aqui no blog.

E me siga nas redes sociais: InstagramLinkedinFacebookTwitter .

Leia alguns textos semelhantes:

>