Conheça a Metodologia do Strategic Sourcing

O universo das compras e das vendas, inevitavelmente vem evoluindo ao longo do tempo.

E a medida que o tempo passa, vão se percebendo as coisas que são ou não viáveis nos processos de compra e venda.

Portanto, surgiu a percepção de que alguns produtos com baixo custo unitário acabava trazendo prejuízo para a empresa.

Dessa forma, a necessidade da implementação de uma estratégia que consiga avaliar, com grande eficácia, todo o processo pós aquisição do produto.

Surge então o Strategic Sourcing, que você descobre o que é aqui embaixo! É só continuar no post.

O que é o Strategic Sourcing

Também conhecido como matriz energética de abastecimento, o strategic sourcing objetiva a avaliação da complexidade da compra de um produto e como isso impacta o negócio.

Em um negócio, desempenha papel de extrema importância quando se fala de equilíbrio financeiro, pois analisa o custo total dos insumos.

E além disso, se preocupa com outros fatores, como qualidade do insumo adquirido, bem como sua relevância para a produção e o poder de negociação dos fornecedores.

Em resumo, trata-se de um processo muito pragmático, onde todas as etapas do processo gozam de análises profundas, a fim de se obter a melhor fórmula de custo-benefício financeiro, levando ainda em conta os seus riscos.

Para que Serve a Metodologia

Sabendo o que é, agora resta saber sua função.

A metodologia permite que se analise custos internos em variados setores da produção, aprimorando-os e otimizando processos, produtos e serviços.

Além disso, permite que se busquem condições cada vez melhores para o atendimento de demandas, a identificação de vantagens competitivas, o poder de compra e a capacidade de negociação da empresa.

Como Aplicar

Sendo uma metodologia que se aprofunda em diversos aspectos, é natural que sua aplicação passe por diversas etapas em diversos setores.

1- Coletar Dados

Primeiramente, é necessário coletar os dados de um fornecedor ideal a fim de determinar as demandas e reunir essas informações de forma a identificar as questões de custos e oportunidades de negócio.

2- Analisar Internamente

Em seguida, a ideia é avaliar as necessidades específicas, de forma a delimitar possibilidades para a adequação dos produtos e serviços do processo de produção.

3- Analisar o Mercado

Com base no que foi mapeado no primeiro passo, identificar os fornecedores que melhor se encaixam no perfil desejado para a aquisição dos produtos e serviços necessários para a produção.

4- Determinar a Abordagem

Aqui é o momento em que determinamos a maneira como os fornecedores serão contactados e qual será a postura da empresa frente à eles, deixando bem claro o que, como e quando tomar cada ação.

5- incluir os Fornecedores

A proposição de uma lista de negociações é a parte vital dessa etapa, visando cativar os fornecedores e assim conduzir as negociações.

6- Gerenciar os Fornecedores

A partir daí, todo o processo deve trabalhar em manter os fornecedores dentro de um quadro de monitoramento, de forma a se ter uma clara ideia dos resultados gerados.

E aí? O que achou do tema? Acha que seria relevante para você? Deixe aí nos comentários!

E me siga nas redes sociais: InstagramLinkedinFacebookTwitter .

>