Relacionamento com o cliente na contabilidade: como gerenciar?

O relacionamento com o cliente na contabilidade é o calcanhar de Aquiles dos escritórios contábeis e prestadores de serviço da área. Isso se dá porque o contador ainda é visto de forma estigmatizada, como alguém que presta contas ao Fisco e cuida para que a empresa não sofra penitências.

É preciso que essa postura mude para que o relacionamento com o cliente melhore e se torne um diferencial.

A contabilidade, como sempre dizemos por aqui, tem todos os dados que um gerente necessita para tomar decisões. Basta que alguém saiba traduzi-los e transformá-los em informação. E essa pessoa é o contador. É sobre isso que vamos falar hoje: continue lendo e entenda!

Qual é a importância do relacionamento com o cliente na contabilidade?

Se existe um serviço que pede total confiança por parte dos clientes, esse serviço é a contabilidade. Como um cliente vai abrir toda a vida da empresa para uma pessoa e contar com ela para manter tudo em ordem, cumprindo regras e prazos, se não confia que ela é capaz de entregar esse resultado?

O relacionamento com o cliente na contabilidade é extremamente importante. Na verdade, é o tesouro da profissão. Quando você faz a gestão contábil de uma organização, detém em suas mãos a responsabilidade de organizar os dados, prestar todas as contas e fazer isso de acordo com o que é estabelecido por esferas superiores.

Se o cliente consegue começar a ver a contabilidade como um mecanismo não apenas de defesa, mas também uma ferramenta arrojada para análises e decisões, o relacionamento vai para outro patamar. O contador é a pessoa mais indicada para andar lado a lado com o gestor, prestando informações e auxiliando nas decisões.

Quais são os pilares para gerenciar bem essa questão?

Uma vez que o cliente capta essa visão, ele está um passo à frente: ele pode ter um panorama de tudo que acontece na empresa, todas as áreas, todos os pontos (afinal, todas as ações geram registros, que estão presentes na contabilidade). Para que isso aconteça, a contabilidade deve trabalhar nesse sentido.

O relacionamento com o cliente precisa ser, de fato, um diferencial. É necessário abordar as informações de maneira estratégica, mostrando o real valor do serviço. Assim, o escritório contábil deixa de vender uma calculadora de tributos e passa a ser um fator decisivo para os rumos que a empresa toma.

Foco nos resultados

O primeiro passo para adotar essa postura “atacante” da qual estamos falando é ter foco total nos resultados. Quais são as metas da empresa? Quais são os objetivos? A contabilidade deve agrupar, analisar informações e propor soluções que consigam ir de encontro a essas necessidades.

Para isso, é fundamental fazer um mapeamento da empresa, acompanhando o dia a dia dela e analisando detalhadamente os registros. Assi, se torna simples criar apresentações e propostas comerciais, mostrando para o cliente o que pode ser feito e quais são os efeitos das ações. Novamente: a contabilidade estratégica demonstra valor.

Contador consultor

A postura que falamos acima vem diretamente do desenvolvimento do contador. Além da capacidade de fazer bem o seu trabalho — lidar com os dados contábeis —, é preciso desenvolver habilidades analíticas, estratégicas e gerenciais. Além disso, competências como comunicação também marcam presença.

Basicamente, uma consultoria consiste em observação, diagnóstico, proposta de melhorias/mudanças/ajustes, implementação etc. Se o contador não é capaz de trabalhar com essa postura, é hora de repensar o trabalho. Afinal, de que vale alguém ter a faca e o queijo na mão se vai deixar o cliente morrer de fome? 

Sistema de qualidade

Como conseguir fornecer esse nível de excelência em informações e análises sem contar com a tecnologia? Não é que seja impossível formar uma excelente base de dados no Excel, pois sabemos que não é. O ponto é que o serviço prestado pelo contador precisa entregar alta qualidade. Isso inclui tecnologia de ponta.

Sendo assim, dê atenção à tecnologia utilizada para prestar serviços ao cliente. Isso demonstra a expertise e nível de atualização. Por outro lado, veja o nível de tecnologia que é entregue para que o cliente utilize. Um ERP de qualidade é fundamental para estabelecer um bom relacionamento com o cliente na contabilidade.

Você ainda não conhece uma contabilidade que trabalha assim? Saiba mais sobre o trabalho da Resultado em Foco e descubra um novo método de atuação!

Deixe uma resposta 0 comentários