Mercado Eficiente: Conheça a Teoria

Formulada na década de 60 pelo economista Eugene Fama em sua dissertação de mestrado, a hipótese de mercado eficiente, ou teoria de mercado eficiente, propõe que os preços de mercado refletem todas as informações disponíveis.

Ou seja, se para precificar as ações o mercado sempre absorve as informações, o preço é sempre justo.

Dessa forma, seria impossível conseguir retornos acima do mercado a longo prazo, mesmo utilizando diferentes tipos de análise.

Mas como funciona?

A teoria funciona considerando a existência de 3 níveis de eficiência, fraco, semi forte e forte, como se vê a seguir:

Eficiência Fraca

Neste nível, acredita-se que todas as informações disponíveis ao público são incorporadas ao preço de mercado dos bens. Desta forma, os preços sempre serão ditos “justos”.

Portanto, os retornos serão independentes, fazendo com que retornos passados não tenham a menor relação com os que ainda virão.

Eficiência Semi Forte

Neste nível de eficiência, todas as características da eficiência fraca estão inclusas, acrescidas de alguns novos parâmetros.

Na eficiência semi forte, acredita-se que as informações são absorvidas imediatamente pelo mercado e, portanto, os investidores não conseguem atingir rendimentos acima do mercado com as informações conhecidas.

Eficiência Forte

Na eficiência forte, todos os aspectos dos níveis anteriores são levados em conta.

Além disso, sustenta que novas informações, independentemente de serem públicas ou privadas, são absorvidas instantaneamente pelo mercado e contabilizadas nos preços dos ativos.

Nenhum investidor, portanto, conseguiria retornos acima do mercado, mesmo que recebesse informações novas.

Fonte: https://portaleducando.com/cgi-sys/suspendedpage.cgi

Quão Válida é a Hipótese

A validade da hipótese é questionada por críticos da racionalidade do mercado, que diz que os investidores agem sempre racionalmente e utilizam todas as informações disponíveis.

Falamos um pouco sobre a irracionalidade nos investimentos no nosso artigo sobre efeito manada, que você pode conferir clicando aqui.

Por outro lado, os defensores da hipótese até mesmo levantam o alerta de que ela não garante a estabilidade do mercado. Informações disponíveis publicamente podem ser instáveis, deixando o mercado também instável.

No fim das contas, cabe ao investidor decidir se leva a hipótese como verdade e se adaptar para investir de acordo.


O que achou do texto? Deixe nos comentários se você é um defensor ou um crítico da hipótese e o porquê.

E me siga nas redes sociais: InstagramLinkedinFacebookTwitter .

Deixe uma resposta 2 comentários