Estilos de liderança: conheça os 3 e se identifique

O autoconhecimento é fundamental para exercer uma boa liderança. A gestão estratégica também se orienta de acordo com o seu estilo pessoal de coordenação, ou seja, a forma como você lidera é reflexo da sua atitude. Os estilos de liderança determinam características sobre a sua gestão.

Você sabe qual é o seu?

Descobrindo qual é o seu modo de liderar, há mais propriedade sobre a maneira de tomar decisões. Há ainda a vantagem de poder trabalhar os pontos fracos e fortes de acordo com seu perfil. Veja a seguir 3 tipos de liderança e identifique qual tem mais a ver com você!

1. Liderança democrática

A tomada de decisão carrega o seguinte aspecto na chamada liderança democrática: é compartilhada. A integração nos trabalhos de estratégia são bem comuns, além da delegação de tarefas.

Em outras palavras, o poder é distribuído. Opiniões das mais diversas são aceitas, sendo um desafio equilibrar um ambiente com tantas direções.

O líder democrático precisa dar bastante atenção à organização, medindo o quanto acatar certas sugestões ou tentar métodos propostos pode ou não contribuir com as metas da equipe.

É preciso ponderar acerca dos posicionamentos recebidos, sendo ainda mais cauteloso sobre a tomada de decisão: centralizar um pouco não vai descaracterizar você.

2. Liderança autocrática

A liderança autocrática é aquele que direciona a relevância para o “chefe”. A hierarquia tem valor e quem manda é quem tem o cargo mais alto. O aspecto mais forte desse estilo é o perfil coercitivo.

Autoritário, o líder autocrático leva em conta as próprias conclusões, não incluindo a equipe no processo de tomada de decisão.

É mais comum encontrar esse tipo de liderança em gerações como os baby boomers e os veteranos, que tratam a empresa como um dos aspecto mais importantes da vida de alguém e subiram na organização partindo da ideia de meritocracia.

Eles são verdadeiros comandantes, guiando a equipe de maneira enérgica: adoram bater metas!

3. Liderança liberal

Enquanto o perfil autocrático é coercitivo, o líder liberal vai além do democrático quando o assunto é descentralizar. Pode-se dizer que esse é o mais aberto dos estilos de liderança.

Conhecido também pela expressão “laissez-faire” (de “deixai fazer”, em francês), esse tipo de liderança dá total abertura e autonomia para a equipe. Essa postura funciona muito bem quanto se conta com uma equipe autogerenciável.

O perfil dos colaboradores deve ser levado muito em consideração quando se deseja liderar liberalmente, pois se eles forem dependentes e inseguros, a aparente ausência de um comando vai desorganizar os processos, prejudicando os resultados do trabalho e azedando o clima organizacional.

Gestão estratégica e estilos de liderança se completam

Embora o líder liberal pareça mais desprendido do que os outros, a verdade é que quanto menos atividades operacionais o gestor tiver que tomar conta, mais foco na estratégia ele pode ter. Diante disso, é interessante trabalhar para alcançar esse patamar.

Entretanto, os estilos de liderança precisam considerar a capacidade de carga do time de trabalho, em todos os casos.

Uma equipe da geração Z provavelmente não vai ser produtiva com um líder autocrático, enquanto uma fábrica de montagem, por via de regra, não vai entregar uma boa operação no caso de total liberdade.

Sempre é preciso captar a sua orientação pessoal, sem se afetar negativamente por excessos, além de estar aberto a progredir e melhorar os resultados a cada dia. Você está? Então não deixe de compartilhar este post nas suas redes sociais e demonstrar sua propriedade no assunto!

Deixe uma resposta 0 comentários